Make your own free website on Tripod.com
Cursos de Leitura Dinâmica, Memorização e Oratória
Drogas
Inicial
Quem Somos
Entre em Contato
Nossa Localização
Problemas na Leitura
Por que lemos devagar
Somos Todos Maus Leitores
A Leitura, O Saber e a Escrita
Dicas de Estudo
Textos do Prof. Martins, da Universidade Estadual do Ceará
Reportagem do Fantastico - Rede Globo de TV
Notícia sobre Leitura
Interessante Verificação sobre a Leitura
Brasil entre Gana e Corea
Objetivos
Programa de Leitura Dinâmica
Metrônomos
O Alfabeto - Origem
Duvidas de Porguguês
Gêneros Literários
Método de Pesquisa
Origem dos Números
Outros Cursos Ministrados
Curriculum Vitae
Público Alvo
Experiência
Programa de Memorização
Imprensa
Formas de Participação nos Cursos
Método para detectar falhas de Memória
Aumentar e diminuir de peso
Água e Saúde
A Medicina do Futuro
Saúde e Medicina
Cerebros Diferentes
Ansiedade
Drogas
Alimentos - Dicas
Dietas - Nutrientes
Sucos nas Dietas
Alimentos para a mulher
Auto-exame das mamas
PC - Dicas
PC - Duvidas
Salve E-mails
Greeting Cards
Topgreetings
Músicas Eternas
Museus do Mundo
Guia de Bibliotecas
Páises, Cidades e Regiões do Mundo
Pensamentos
Pensamentos 2
Pensamentos 3
Pensamentos 4
Pensamentos de Amor
PPS - Mensagens
Midi Files
Our Products
Products Catalog Page
Our Policies
New Page Title
Síndrome do Déficit de Atenção
Jogo da Forca

anima.gif

bannerleituraememoriafixo.jpg

Clique nas figuras acima para saber como participar dos cursos !

Proteja sua saúde física e mental !

Drogas
Drogas


Sobre as drogas

 

Sabemos que o mundo das drogas e do álcool é perverso e destruidor. E para dizermos não às drogas e ao álcool devemos estar preparados.

 

Encaremos o problema para que a vida possa ser vivida.

"Drogas" é um tema de tal forma agressivo, que provoca intolerância, desperta medos e preconceitos. É mais fácil, aparentemente, fechar os olhos para não ver o que acontece e, assim, não precisar tomar atitudes.

As pessoas que têm filhos, ou trabalham com educação, precisam estar muito bem informadas sobre o assunto. Mas a informação é só um primeiro passo, que não basta.

Engana-se quem pensa que os jovens têm um bom nível de informação. Eles sabem quais são as drogas mais consumidas, onde encontrá-las, como usá-las, mas não têm a clara noção dos efeitos que podem trazer para suas vidas.

Normalmente, os dependentes começam a perceber a realidade após inúmeras e sofridas crises que minam seu sólido e bem-estruturado sistema de defesas. Assim, quando sentem a força da destruição que a droga provoca em todos os aspectos de sua vida, é que conseguem pedir ajuda. E apenas 10% a 15% dos dependentes conseguem recuperar-se, voltar a ter uma vida saudável e produtiva e não voltar a usar drogas. Nesse percentual, certamente estão aqueles que tiveram as famílias envolvidas seriamente em seu processo de recuperação. São famílias que conseguiram abandonar o medo e iniciar um processo profundo de mudanças, que assumiram o problema de dependência como familiar, não como problema de um de seus membros.

Informações claras e objetivas diminuem ou atenuam os sentimentos e as reações negativas aos usuários, além de aumentar a vigilância, o controle e a segurança para a tomada de atitudes por parte dos pais.

O usuário de drogas que chegou a ponto de perder o controle de sua vida é um doente que precisa de tratamento, de ajuda. Sem isso, não conseguirá sobreviver, pois a dependência é uma doença fatal.

O uso continuado de drogas modifica o equilíbrio do organismo, e há uma grande tendência ao aumento das doses para a manutenção do efeito. Para conseguir doses cada vez maiores de droga, o dependente muitas vezes se envolve no mundo do crime, roubando ou traficando.

Diante de situação tão difícil, propor e seguir caminhos para a serenidade é tarefa que exige coragem. Não há fórmulas mágicas que possam modificar a situação. Os caminhos são feitos de árduo trabalho, envolvendo a família e a sociedade num processo de re-estruturação, em busca de uma nova forma de viver, em que a união é o elemento que possibilita o espaço para o afeto, as emoções, o prazer sadio da convivência em novas bases.

Podemos mostrar que a vida, ainda que não seja fácil, vale a pena ser vivida, que devemos viver construtivamente, pois o mundo que temos é o que estamos ajudando a construir.

Trecho de apresentação do livro Drogas, a busca de respostas,
De Marina Canal Caetano Drummond e Helio Caetano Drummond Filho, Edições Loyola.

Maconha


É a droga de entrada para consumo das outras drogas. Barata e de fácil acesso, o seu uso continuado interfere na aprendizagem, memorização e na fertilidade. É uma combinação de flores e folhas da planta conhecida como Cannabis sativa, e pode ser verde, marrom ou cinza.
Causa vermelhidão nos olhos, boca seca, taquicardia; angústia e medo para uns, calma e relaxamento para outros.
Vício mundial, a maconha é usada comendo-a, mascando-a, fumando-a; aspirando-a sob a forma de rapé, ou engolindo-a.
No Brasil, ela é mais usada e, seu emprego é mais comum sob a forma de "cigarros", que apresentam vários nomes, como: fininho, baseado, dólar, beck e pacau.
Há cachimbos especiais para fumantes, e são conhecidos, em alguns países como "josie" e, outros, "narguilé".
Existe um cachimbo que filtra a fumaça com água que é conhecido em inglês como "bong". Algumas pessoas misturam a maconha com a comida e também é usada em forma de chá.
A maconha é considerada um alucinógeno, isto é, faz o cérebro funcionar de forma
desconcertante e fora do normal e seu princípio ativo é o delta nove tetrahidrocanabinol THC). O THC produz vários efeitos: avermelhamento da conjuntiva dos olhos (olhos injetados), redução da imunidade pela queda dos glóbulos brancos, sinusite crônica, faringite , constrição das vias aéreas, atua sobre o equilíbrio, movimentos e memória.
A potência da droga é medida de acordo com a quantidade média de THC encontrada nas amostras de maconha confiscadas pelas agências policiais.
· A maconha comum contem uma média de 3% de THC.
· A variedade sinsemilla (sem semente, que só contem botões e as flores da planta fêmea) tem uma média de 7.5% de THC, mas pode chegar a ter até 24%.
· O haxixe (a resina gomosa das flores das plantas fêmeas) tem uma média de 3.6%,mas pode chegar a ter até 28%.
· A maconha cultivada por hidroponia, conhecida popularmente como SKANK pode ter até 35% de THC.
· O óleo de haxixe, um líquido resinoso e espesso que se destila do haxixe, tem em média de 16% de THC, mas pode chegar a ter até 43%.
Não cria a dependência física, mas a psicológica. Dependendo da personalidade do usuário, pode ser brutal; logo se retirada imediatamente, a saúde não correrá nenhum risco, porém, a força de vontade do paciente tem de ser grande, exatamente para vencer sua necessidade psíquica de buscar a maconha.
(Fonte: Como agem as drogas, Gesina L. Longenecker,PH.D. Quark books. Ilustrações de Nelson W.Hee)
Como posso saber se meu filho está usando a maconha?
Existem certos sintomas que podem ser percebidos. Aqueles que estão drogados com maconha podem:
· Parecer estar meio tonto e com alguma dificuldade para caminhar;
· Parecer estar rindo exageradamente ou sem nenhuma razão ;
· Olhos vermelhos e irritados; e
· Dificuldade para lembrar como as coisas aconteceram.
Quando desaparecem os primeiros efeitos, depois de algumas horas, a pessoa pode sentir muito sono.
Ainda que seja difícil distinguir nos adolescentes, os pais têm atentos para mudanças no comportamento deles.
Devem tentar perceber se seu filho se afasta de todos, se está deprimido, se tem fadiga, se não cuida de sua aparência pessoal, se é hostil, ou se suas relações com familiares e amigos se deterioraram.
Também pode haver mudanças no desempenho acadêmico, ausência escolar, menor interesse pelo esporte e por outras atividades favoritas, ou modificação nos hábitos alimentícios ou no sono. Tudo isto pode indicar o uso de drogas, ainda que não em todos os casos.

Os pais também devem estar pendentes de:
· Coisas que possam indicar o uso de drogas, como cachimbos, ou papéis para enrolar cigarros;
· O cheiro da roupa;
· O uso de incenso e desodorante de ambiente;
· O uso de colírios para os olhos;
· Que haja roupa, posters, jóias, etc., que promovam o uso das drogas;
· Aumento do apetite (doces);
· Distúrbios na percepção do tempo e do espaço;
· Anhedonia - perda de prazer nas atividades comuns;
Como abordar um usuário de maconha?
Não é com uma bronca ou com agressão que se aborda um dependente. Realismo e objetividade são fundamentais. Neste momento, o usuário necessita encarar os seus limites, conhecer as regras, os horários, as tarefas e seus deveres para com sua família, que tem um papel importantíssimo. O aconselhamento familiar esclarece e auxilia na melhor maneira de lidar com o usuário, que precisa querer receber ajuda. Caso isso não ocorra, não force uma situação. Mas, lembre-se: uma boa conversa e uma atitude amiga, certamente, poderão salvar uma vida.
O que acontece depois que a pessoa fuma maconha?
Quase imediatamente depois de inalar a maconha, a pessoa pode sentir, intoxicação, boca seca, batidas aceleradas do coração, dificuldades na coordenação do movimento e do equilíbrio, e reações ou reflexos lentos. Os vasos sangüíneos dos olhos se expandem, por isso ficam avermelhados.
Em algumas pessoas, a maconha aumenta a pressão sangüínea e pode até duplicar o ritmo cardíaco. Este efeito pode acentuar-se quando se mistura outras drogas com a maconha; algo sobre o qual nem sempre o fumante pode ter certeza do que é. Depois de 2 ou 3 horas, a pessoa pode sentir muito sono.
O que acontece no organismo?
A substância ativa da planta, o THC, age no cérebro em 20 minutos
1. Após ser tragada, a droga leva aos pulmões toxinas como o alcatrão, que prejudicam o aparelho respiratório, e o THC, que segue para a circulação sanguínea
2. Parte do THC chega ao estômago, fígado e depois aos rins e é eliminada pela urina
2a. Outra parte chega ao baço; acredita-se que nele o THC reduza a produção de linfócitos e enfraqueça o sistema de defesa do organismo
2b. Há pesquisas que apontam redução pelo THC dos níveis do hormônio sexual masculino testosterona, podendo provocar infertilidade temporária
3. No cérebro, entre as várias substâncias conhecidas como receptores, existe uma que é ativada pelo THC
3a. No cerebelo, que regula o equilíbrio, postura e coordenação motora, o THC provoca letargia, redução no controle dos movimentos e desorientação espacial e temporal
3b. No hipocampo, o THC reduz a atividade de neurônios relacionados à memória de curto prazo
3c. No córtex cerebral, que regula a percepção pelos sentidos, o THC pode promover alterações transitórias nas sensações pelo tato, visão e audição
4. O THC estimula também o aumento da produção de serotonina, substância que promove sensação de prazer
Por quanto tempo a maconha permanece no corpo?
A substância THC na maconha é absorvida pelos tecidos gordurosos de vários órgãos do corpo, onde são armazenados. Geralmente podemos encontrar restos de THC nos exames regulares de urina até vários dias depois da pessoas ter fumado maconha. Contudo, no caso das pessoas que fumam muita maconha (fumantes crônicos), podemos encontrar restos da substância, inclusive várias semanas depois de ter parado de usar a droga.

Sabemos que o tráfico de drogas é um dos principais geradores da violência (roubo, assalto, etc.). Apesar da existência de delegacias especializadas, o narcotráfico cresce a cada ano.

 

LINKS INTERESSANTES:
consequências

http://www.combateasdrogas.com.br/asdrogas/consequencias/default.asp

depoimentos

http://www.diganaoasdrogas.com.br/depoimentos.asp

pesquisa

http://www.virtual.epm.br/material/depquim/animacoes.htm

 

VOCÊ SABIA?

 

18-...que o tabaco, o álcool e as drogas ilícitas são responsáveis por 8,9% do total de doenças em todo o mundo no ano 2000 ? E que o tabaco foi o "matador" número 1 no ano 2000 totalizando 4,9 milhões ou 71% das mortes relacionadas às drogas. (Fonte: Agência Reuters, 2003).

 

17-...que cerca de 7.000.000 de pessoas morrem prematuramente a cada ano e em todo o mundo devido ao uso de álcool, tabaco e outras drogas e que esse número está subindo ? É que diz um estudo realizado na Austrália. Um dos motivos atribuídos a esse problema é o aumento da exposição a essas substâncias principalmente em países emergentes altamente povoados como o Sudeste da Ásia e a China. (Fonte: Agência Reuters, 2003).

 

16-...que cerca de 26,4% dos casos de Aids em mulheres adultas entre 1988 e 1993 são provenientes do uso de drogas injetáveis

(Fonte: Ministério da Saúde, 1994).

 

15-...que, nos 105 indivíduos (dos citados abaixo), as diferenças apresentadas com maior prevalência entre os sexos foi no sexo masculino e se referia a atraso escolar e envolvimento com a polícia ? E que as conseqüências comportamentais do uso de drogas no sexo feminino são menos evidentes que no masculino ? E que isto poderia explicar a menor freqüência com que o sexo feminino é levado para tratamento especializado em relação ao masculino ?

 

14-...que em 105 indivíduos estudados, compreendendo adolescentes entre 10 e 17 anos, não foram encontradas diferenças entre os gêneros segundo as variáveis: idade de início do uso e de procura por tratamento; tipo de drogas utilizadas e prática de atos ilícitos ?

 

13-...que dos indivíduos brasileiros que já experimentaram algum tipo de droga, 11,2% são dependentes do álcool, 9% são viciados em cigarro, 1% é dependente de maconha, 68,7% já consumiram álcool, 41% já experimentaram cigarro, 6,9% já experimentaram maconha pelo menos uma vez e 2,3% já usaram cocaína ?

12-...que 587 mil adolescentes brasileiros entre 12 a 17 anos (que equivale a 5,2% da população) são dependentes do álcool e que nessa mesma faixa etária, 49 mil são dependentes de maconha ?

11-...que em uma pesquisa do Centro Brasileiro de Informações sobre Drogas Psicotrópicas feita para a Secretaria Nacional Antidrogas, descobriu-se que mais de 9 milhões de brasileiros, que equivale a 19,4% da população brasileira (169 milhões de hab.) já usaram algum tipo de droga, sem contar o cigarro e o álcool ?

10-...que em pesquisa realizada em abril pelo instituto Meio Ponto, especializado no público infanto-juvenil, ficou demonstrado que "a violência urbana" preocupa menos os pais de adolescentes do que o envolvimento com drogas e a gravidez precoce ?

9-...que embora o MDMA ( Ecstasy ) seja uma droga relativamente velha, pois foi sintetizada em 1914, o seu uso recreacional só foi identificado na ultima década, diferente de outras drogas similares como as anfetaminas e o LSD ?

8-...que a maioria das recaídas ao hábito do consumo do tabaco ocorrem nos três primeiros meses após parar de fumar e que a maioria das pessoas tenta várias vezes antes de parar em definitivo ?

7-...que 60% dos adolescentes que fumam mais do que 2 meses acabarão fumando por mais do que 30 anos ?

6-...que, segundo a Organização Internacional do Trabalho (OIT), o número de crianças que trabalham para o tráfico de drogas está aumentando e que em alguns casos elas são recrutadas já a partir dos 8 anos de idade ?

5-...que segundo levantamento realizado pelo Centro Brasileiro de Informações sobre Drogas Psicotrópicas - CEBRID em 1997, o percentual de adolescentes do País que já consumiram drogas entre 10 e 12 anos de idade é extremamente significativo e chega a 51,2% que cosumiram bebidas alcoólicas; 11% que consumiram tabaco; 7,8% que fizeram uso de solventes; 2% que usaram ansiolíticos e 1,8% que consumiram anfetamínicos ?*

4-...que a idade de início de consumo situa-se entre 09 e 14 anos e que segundo um levantamento realizado em 1997, em seis capitais brasileiras, ficou demonstrado que em média, 88,25% dessa população fez uso na vida de substâncias psicoativas sendo que, as drogas mais usadas, três delas consideradas lícitas, foram o tabaco, os inalantes, a maconha, o álcool, a cocaína e derivados ?*

3-...que através de estudo realizado pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo - FIESP em 1993 chegou-se a dados que mostraram que de 10 a 15% dos empregados têm problemas com dependência ?*

2-...que o mesmo estudo comprovou que o uso de drogas aumenta em cinco vezes as chances de acidentes do trabalho, relacionando-se com 15 a 30% das ocorrências e sendo responsável por 50% de absenteísmo e licenças médicas ?*

1-...que entre 1986 e 1999, a proporção de usuários de drogas injetáveis (UDI), no total de casos de AIDS notificados ao Ministério da Saúde, cresceu de 4,1% para 21,7% e que no início dos anos 90 esse percentual chegou a 25% ?*

*Fonte: Secretaria Nacional Antidrogas

 

 

 


Visite os Cursos do IADI !

Conheça mais sobre a arte de ler !

IADI

IADI- Instituto Americano de Desenvolvimento Intelectual
Av. Paulista, 648 - Bl. 4 - 15 Andar - São Paulo
 CEP 01310-907 (SP) - Brasil  * Fone (0 xx 11) 3288 2466
50 Mts. da Estação Brigadeiro do Metrô da Paulista
iadi@iadi.com.br

Volte sempre !

No

Clique com o botal direito e tecle alguma letra !!

Obs.: Desabilita tecla e mouse.